FR
DESTAQUE
2018-03-28
Segundo dados do Banco de Portugal, em 2017 entraram no país 3,554.75 milhões de euros em remessas de emigrantes, valor mais elevado do que o observado em 2016 (mais 6.3%). Confirma-se, assim, a tendência mais geral de crescimento registada desde 2010. +
PUBLICAÇÃO
Em 2016, o decréscimo na emigração portuguesa acelerou-se, tendo saído do país cerca de 100 mil indivíduos. A revisão da série estatística estimada pelo Observatório aponta para a existência de um pico de emigração em 2013, superior ao que foi estimado até agora, de cerca de 120.000 saídas, bem como para uma descida progressiva mais lenta, em 2014 e 2015, para valores em torno de 110 mil saídas. A edição de 2017 do Factbook inclui dados atualizados a 2016 (ou último ano disponível) sobre a emigração portuguesa total e para os principais países de destino, bem como sobre as remessas dos emigrantes. +
ENTREVISTA
Entrevista com Caroline Brettell
Doutorada em antropologia pela Universidade de Brown, EUA, também foi aí que Caroline Brettel fez o Master of Arts. É licenciada em Estudos Latino-Americanos pela Universidade de Yale. Em 2009 foi nomeada University Distinguished Professor da Southern Methodist University, nos EUA, onde lecciona. É directora do Dedman College Interdisciplinary Institute. Os seus principais interesses de investigação centram-se nas migrações, na intersecção entre a antropologia e a história, na demografia histórica, no género e no transnacionalismo. Desde os anos 1970 tem desenvolvido trabalho de terreno entre os emigrantes portugueses no Canadá, em França, nos EUA e, no Minho, entre os familiares daqueles, neste caso para analisar os impactos da emigração no país de origem. +
Eventos
[COLÓQUIO] No próximo dia 23 de abril irá realizar-se, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, em Lisboa, o Colóquio “Pertenças, objetos e migrações: etnografias sobre o Brasil contemporâneo”. Com esta discussão pretende-se olhar e discutir esta realidade procurando um enfoque múltiplo acentuando trânsitos e trajectos diversos, unidirecionais, bidirecionais, internos ou transnacionais. +

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios