FR
DESTAQUE
2019-12-03
Foram 1,910 os portugueses que, em 2018, entraram em Angola, segundo os dados dos consulados da República de Angola em Lisboa e no Porto (não está disponível informação sobre os vistos emitidos pelo consulado de Angola em Faro). Este número representa um decréscimo de 36% quando comparado com o das entradas no ano anterior. +
PUBLICAÇÃO
Em 2018, as remessas de emigrantes foram superiores a três mil milhões de euros, o que correspondeu a cerca de 1.8% do PIB. Em conjunto, os dois países onde residem mais portugueses, França e Suíça, foram também os países de origem de mais de metade das remessas recebidas. Em sentido inverso, quase metade das remessas enviadas para o estrangeiro por imigrantes residentes em Portugal tiveram o Brasil por destino. De 2017 para 2018 subiu significativamente o valor das remessas recebidas, em mais de 34% em termos nominais. Portugal foi, em 2017, o 31.º país do mundo que recebeu mais remessas de emigrantes. Porém, o seu grau de dependência económica das remessas da emigração tem decrescido nas últimas décadas, sendo hoje baixo pelos padrões internacionais.+
ENTREVISTA
Entrevista com Sónia Ferreira
Sónia Ferreira é investigadora integrada do CRIA onde co-coordena o Grupo de Investigação "Circulação e Produção de Lugares" e “membre associé” da Unité de Recherche Migrations et Société (Univ. de Paris) onde co-coordena o "Groupe de travail Migrations dans les mondes lusophones: identités, altérités et circulations". Atualmente é investigadora contratada do CRIA-NOVA FCSH com o projecto “(Re)Contar o império: narrativas pós-coloniais e produção mediática na “diáspora” portuguesa e cabo-verdiana” e professora auxiliar convidada do departamento de antropologia da NOVA-FCSH. Desde 2019 coordena o projecto europeu "#ECOS. Exílios, contrariar o silêncio: memórias, objectos e narrativas de tempos incertos". +
Notícias
No próximo dia 7 de dezembro, irá realizar-se no Auditório da Biblioteca Municipal de Alcobaça, pelas 14h45, a sessão de apresentação dos livros “De Torna-Viagem. A Emigração na Literatura Portuguesa” publicado pela Editora Caleidoscópio, e o livro de Jorge Pereira de Sampaio, “Virgínia Vitorino: vida e obra”. Os mesmos serão apresentados por Piedade Neto, da Rádio CisterFM, e por Mafalda Ferro, presidente da Fundação António Quadros, respetivamente. +

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios