FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Multimédia / Conferências / Potencial económico da diáspora
Potencial económico da diáspora
Colóquio “Potencial económico da diáspora”, promovido pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas em coorganização com o Observatório da Emigração e o Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa, realizado a 21 de abril de 2021, em formato online, com o objetivo de identificar e promover estudos, investigação e estatísticas que permitam conhecer melhor o potencial económico da diáspora portuguesa.

 

Data: 21 de abril de 2021
Duração: 03:13:33
Local: Zoom
Organização:  Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas em coorganização com o Observatório da Emigração e o Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa

 

Neste colóquio, realizado com o objetivo de identificar e promover estudos, investigação e estatísticas para um conhecimento mais amplo do potencial económico da diáspora portuguesa, foram apresentados, após o discurso de abertura da Senhora Secretária de Estado para as Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, quatro estudos sobre emigração, diáspora e potencial, e realizada uma mesa redonda onde foram debatidas estatísticas e indicadores de medição do potencial e contributo económico da diáspora. A sessão terminou com os comentários finais de representantes da Assembleia da República, do Observatório da Emigração, do Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa, e do Gabinete da Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas.

 

Sobre os oradores:

Cristina Coelho é economista, especialista em consultoria e gestão empresarial, empreendedorismo e emprego, modelo e plano de negócios, angariação de fundos e finanças, micro-finanças, benchmarking, monitorização e avaliação de projetos de desenvolvimento local/rural, conceção e coordenação de projetos de cooperação transnacional financiados pela UE. É, atualmente, coordenadora do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID) 

Inês Vidigal é licenciada em geografia e mestre em políticas europeias pelo IGOT-UL. É, desde 2014, assistente de investigação no Observatório da Emigração, onde é responsável pelos dados estatísticos no website e sua comunicação para o público em geral.  É coordenadora editorial das publicações periódicas, OEm Fact Sheets Portuguese Emigration Factbook. É coautora de várias publicações sobre emigração, entre as quais, o anuário estatístico Emigração Portuguesa. Relatório Estatístico. Participou em projetos de investigação ligados às migrações no IGOT-UL e no Iscte. Trabalhou na Pordata – Base de Dados de Portugal Contemporâneo durante três anos, onde divulgou informação estatística de indicadores sociais e económicos, em acesso livre, para a sociedade civil.

Joël Machado é investigador no Luxembourg Institute of Socio-Economic Research. Doutorou-se em Economia na Université catholique de Louvain em 2014. Trabalhou como bolseiro da AFR-FNR Postdoc no CREA, Universidade do Luxemburgo, no seu projeto: "O impacto das políticas migratórias na seleção e comportamento do migrante”. Os seus atuais interesses de investigação incluem os efeitos das políticas públicas no comportamento dos migrantes e o impacto dos fluxos migratórios nos mercados de trabalho, desenvolvimento económico e desigualdade tanto dos países de origem como de destino.

José Carlos Marques é Professor Coordenador Principal do Instituto Politécnico de Leiria e Investigador do Centro de Estudos Sociais, Coimbra, onde integra o Núcleo de Estudos das Migrações. Integra, atualmente, o Conselho Científico do Observatório da Emigração. Os seus interesses de investigação têm incidido sobre a migração internacional, as políticas migratórias, os fluxos migratórios portugueses, a integração dos imigrantes, as práticas transnacionais dos migrantes, a migração altamente qualificada e a inserção dos imigrantes na sociedade portuguesa. Os seus projetos mais recentes têm estudado os atuais fluxos de emigração portugueses, as práticas de discriminação no mercado de trabalho, e as práticas e políticas de vinculação dos emigrantes.

Maria Ortelinda Barros Gonçalves é investigadora no CEPESE - Centro de Estudos da População, da Universidade do Porto. É doutorada em Geografia e tem um Pós-Doutoramento em Turismo e Desenvolvimento Regional, Universidade de León em parceria com o Centro de Investigação CEPESE/Universidade do Porto.

Pedro Candeias é Professor Auxiliar Convidado na Escola de Sociologia e Políticas Públicas do Iscte. Doutorou-se em sociologia no âmbito do programa de doutoramento em Migrações pelo Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa. É, atualmente, investigador na Associação para a Investigação e Desenvolvimento da Faculdade de Medicina, da Universidade de Lisboa, onde trabalha no projeto FEMINA Fertility, Migration and Acculturation: Intersectional approach to the sexual and reproductive experiences and expectations among Cape Verdean and Portuguese Families.

Pedro Rúpio é atualmente Presidente do Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa (CRCPE). Graduado em Marketing Management, é também bacharelato em Ciência Política pela Université Saint-Louis, de Bruxelas, e Mestre em Ciência Política pela Université Libre de Bruxelles com um trabalho de fim de estudos intitulado Quel est l’impact de la structure des opportunités politiques sur la participation électorale des Portugais de Belgique aux élections communales?.

Rui Pena Pires é professor no Iscte, onde completou a licenciatura, mestrado e doutoramento em sociologia e onde é investigador no Cies_iscte. É coordenador científico do Observatório da Emigração desde 2009. Anteriormente, foi diretor do Departamento de Sociologia e Pró-Reitor do Iscte. De 2007 a 2010 foi membro do Conselho de Administração da Agência dos Direitos Fundamentais (FRA) da União Europeia (UE). Os seus interesses de investigação incluem as teorias sociológicas, as migrações internacionais e a sociologia do desenvolvimento. É autor de várias publicações, entre as quais, o livro Migrações e Integração: Teoria e Aplicações à Sociedade Portuguesa (Celta 2003).

Sérgio Guerreiro é atualmente Diretor Sénior de Gestão do Conhecimento e Inovação no Turismo de Portugal, sendo responsável pela estatística, inteligência empresarial, sustentabilidade, empreendedorismo e inovação. É também responsável pelo programa Turismo 4.0, um programa integrado para promover a inovação no sector do turismo envolvendo mais de 350 startups. É presidente do Comité de Turismo da OCDE e presidente do Grupo de Inteligência do Mercado da Comissão Europeia de Viagens.

 

Sobre os moderadores:

Carlota Moura Veiga é licenciada e mestre em Ciência Política pelo Iscte. Realizou um estágio curricular na Comissão de Segurança Social e Trabalho que, levou posteriormente, à realização da dissertação de mestrado "O Estado e a família: as Políticas de apoio à família e o familismo como fatores de sustentabilidade do Estado-providência português". Trabalhou, durante um ano e meio, na Embaixada de Portugal em Berna onde aprofundou conhecimentos na área das migrações ao trabalhar diretamente com a comunidade portuguesa. É, desde 2017, assistente de investigação no Observatório da Emigração. É coordenadora editorial das publicações periódicas, OEm Conversations With Portuguese OEm Working Papers. 

Joana Azevedo é professora auxiliar na Escola de Sociologia e Políticas Públicas do Instituto Universitário de Lisboa, Iscte, e investigadora integrada no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia, Cies_iul. É, atualmente, coordenadora executiva no Observatório da Emigração, e foi cofundadora de rede de investigadores de migrações, Rede Migra. Doutorada em Teoria e Investigação Social pela Universita degli Studi di Roma «La Sapienza» e licenciada em Sociologia pelo Iscte. Interesses de investigação: sociologia das migrações, imigração e emigração portuguesa, migrações qualificadas, participação política e políticas migratórias.

Rui Pena Pires é professor no Iscte, onde completou a licenciatura, mestrado e doutoramento em sociologia e onde é investigador no Cies_iscte. É coordenador científico do Observatório da Emigração desde 2009. Anteriormente, foi diretor do Departamento de Sociologia e Pró-Reitor do Iscte. De 2007 a 2010 foi membro do Conselho de Administração da Agência dos Direitos Fundamentais (FRA) da União Europeia (UE). Os seus interesses de investigação incluem as teorias sociológicas, as migrações internacionais e a sociologia do desenvolvimento. É autor de várias publicações, entre as quais, o livro Migrações e Integração: Teoria e Aplicações à Sociedade Portuguesa (Celta 2003).

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios