FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2009
Polícia venezuelana pede ajuda a deputado português
2009-09-13

Comunidade portuguesa deve denunciar situações de sequestro A polícia venezuelana apelou, hoje, ao deputado português socialista Renato Leal, que insista junto da comunidade portuguesa para que denuncie situações de sequestro a fim de poder actuar com eficácia.

"Foi-me feito um pedido de que insistisse junto da comunidade portuguesa para que fizesse cada vez mais denúncias à polícia como forma de eles poderem actuar cada vez mais eficazmente", disse o deputado.

Renato Leal falava à Agência Lusa, em Caracas, após reunir-se com Wilmer Flores Trosel, director do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária), e Luíz Fernández e Luís Rodrigues Vieira, subdirector e director de investigações internas daquele organismo, respectivamente.

O deputado explicou que "as autoridades venezuelanas estão efectivamente muito preocupadas com este tema (raptos e insegurança) e têm consciência de que é efectivamente deste tipo de cooperação entre as duas partes que podem fazer um trabalho mais eficaz".

"Fiquei com a nítida sensação de que não é uma preocupação meramente estatística, é uma preocupação efectiva e há uma vontade muito grande de fazer com que a comunidade portuguesa, que está bem inserida, que é respeitada, que é necessária aqui na Venezuela, se sinta cada vez mais tranquila e segura" vincou.

A insegurança e nomeadamente os sequestros são uma das principais preocupações da comunidade radicada na Venezuela que com frequência se queixa de que as acções policiais são insuficientes.

A polícia queixa-se por seu lado que os portugueses não denunciam as ocorrências e optam por negociar com os sequestradores.

Lusa

Diário de Notícias da Madeira, aqui.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios