FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2009
José Sócrates quer prioridade à defesa da língua portuguesa junto da emigração
2009-08-25
Eleições legislativas

O secretário-geral socialista, José Sócrates, defendeu hoje que a prioridade de "vários departamentos do Estado" deve ser a valorização da língua portuguesa junto dos países onde existem comunidades portuguesas, que classificou como "a guarda avançada" de Portugal.

"Devemos considerar como prioridade de vários departamentos do Estado a defesa da nossa língua", afirmou José Sócrates em Lisboa, dirigindo-se a um grupo de representantes das comunidades portuguesas no estrangeiro, no âmbito da pré-campanha às eleições legislativas de 27 de Setembro.

Para além da defesa da língua, José Sócrates apontou a necessidade de "ajudar à afirmação das comunidades portuguesas", já que desta depende "grande parte da afirmação do país".

"Tem sido um erro que cometemos ao longo de várias décadas não perceber que grande parte da afirmação do país está dependente da afirmação das comunidades", que constituem a "guarda avançada do país".

Sócrates deu o exemplo da relação comercial entre Portugal e Venezuela que "foi finalmente potenciada" porque o Governo "se deu conta que a comunidade portuguesa era uma arma ao serviço dessa relação económica".

A simplificação dos actos administrativos que os órgãos da administração prestam aos emigrantes e a valorização das comunidades enquanto "instrumento da afirmação do país" é o objectivo das candidaturas do PS pelos círculos da Europa e Fora da Europa, disse.

Paulo Pisco encabeça a lista do PS pelo Círculo da Europa, enquanto Renato Leal é o primeiro da lista pelo Círculo Fora da Europa.

Em panfletos distribuídos na iniciativa, que decorreu num hotel de Lisboa, o PS compromete-se a transformar os serviços da administração pública da rede consular em "verdadeiras lojas do cidadão" e a deslocar funcionários consulares para "irem ao encontro das comunidades mais pequenas e isoladas".

Incentivos às associações de emigrantes que se destaquem na "actividade em prol da comunidade" e a criação de "novas modalidades de apoio ao regresso de idosos são outras prioridades do programa socialista dirigido aos emigrantes.

Público, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios