FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Quiosque do consulado Virtual na Ser-Jobs
2009-08-14
FALL RIVER - Os cidadãos portugueses residentes na área consular de New Bedford já não têm de se deslocar propositadamente àquela cidade para requererem certidões civis e vários outros documentos oficiais.

Por: Lurdes C. da Silva

FALL RIVER - Os cidadãos portugueses residentes na área consular de New Bedford já não têm de se deslocar propositadamente àquela cidade para requererem certidões civis e vários outros documentos oficiais.
      O governo português instalou recentemente um quiosque do Consulado Virtual na agência Ser Jobs for Progress Inc., localizada em 164 Bedford St., Fall River.
      O dispositivo, que se assemelha em aparência a uma máquina de multibanco, providencia aos seus utentes acesso a uma variedade de serviços e informações, via Internet, que anteriormente eram apenas disponibilizados em postos e secções consulares portugueses. Actos consulares disponibilizados através deste sistema incluem pedidos de legalização de documentos públicos, certidões, certificados de residência e nacionalidade, importação de automóvel e tradução de documentos, entre outros.
      "É o primeiro quiosque consular dos E.U.A. Sentimo-nos muito honrados em podermos oferecer estes serviços," salientou Paula Raposa, directora executiva de Ser Jobs for Progress.
      A directora disse que o dispositivo é altamente compreensivo e fácil de usar. O pagamento dos serviços é efectuado por cartão de crédito, acrescendo ao valor dos emolumentos consulares o valor dos portes de correio, caso o utente solicite o envio dos documentos para a respectiva morada.
      "Dispensa explicações e é muito conveniente," salientou Raposa. "Estamos abertos de segunda a quinta, das 8:30 a.m. às 8:30 p.m. e às sextas até às 4:30 p.m. As pessoas não têm de tirar tempo do seu trabalho para ir a New Bedford e começar a maioria da papelada."
      Para usar o sistema, os utentes necessitam de uma senha pessoal, que podem solicitar através do quiosque. No entanto, visto que a informação que providenciarem tem de ser primeiro verificada pelas entidades governamentais, receberão a senha dentro de alguns dias, por correio.
      O consulado virtual também pode ser accionado através de www.consuladovirtual.pt.
      No entanto, existem ain-da muitos pedidos que requerem uma deslocação em pessoa a um posto ou secção consular, incluindo pedidos de documentos de identificação, nacionalidade, registo civil, procurações, escrituras, testamentos, pe-didos de registo criminal, vistos e recenseamento eleitoral. Os utentes do quiosque poderão, contudo, fazer uma marcação para visitar o Consulado em 628 Pleasant St., New Bedford.
      A Cônsul de Portugal em New Bedford, Fernanda Coelho, salientou que a agência Ser Jobs for Progress foi seleccionada porque reunia as condições ideais.
      "É uma instituição muito conhecida e respeitada, com horário conveniente, instalações com acesso fácil e tem sempre alguém para apoiar as pessoas, caso elas necessitem," sublinhou.
      Dado Fall River acolher uma grande comunidade portuguesa, fez todo o sentido instalar o quiosque nesta cidade, acrescentou.
      A cônsul adiantou ainda que o sistema é altamente seguro pelo que as pessoas não devem temer a possibilidade da informação providenciada ser comprometida.
      "Tem uma linha de ligação à Secretaria de Estado das Comunidades," assegurou. "O sistema é bastante protegido e foi testado. Nunca houve incidentes de quebra de segurança."
      Também já foi discutida a instalação de um quiosque na rede consular do Consulado Geral de Portugal em Boston, mas até ao momento os planos ainda não se materializaram.
      "Mandaram-nos informações sobre o quiosque, mas não sei se realmente vai acontecer," informou a Chanceler Ivone Moreira, acrescentando que o mesmo seria uma mais valia para a sua área consular, visto que o posto cobre outros estados, caso de New Hamphire e Maine.
      A chanceler disse ainda ter conhecimento de casos em que cidadãos portugueses residentes no Maine pernoitam em hotéis na área de Boston para que na manhã seguinte se possam apresentar cedo nas instalações consulares para tratar dos seus pedidos. Disse também sa-ber que muitos indivíduos residentes em New Hampshire solicitam a ajuda de agentes de viagens portugueses na zona de Lowell na obtenção de serviços consulares.
      Entretanto, em Rhode Island, não existem planos para instalar um quiosque consular, segundo o Vice-Cônsul Leonel Teixeira.

O Jornal, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios