FR
INQUÉRITO

Expectativas

de regresso de portugueses no estrangeiro
Início / Publicações / OEm Fact Sheets / Saldos migratórios, 2000-2017
Saldos migratórios, 2000-2017
Rui Pena Pires e Inês Vidigal *
Entre 2000 e 2017, o saldo migratório em Portugal registou grandes oscilações, passando de mais 67 mil indivíduos em 2000, a seis anos de saldos negativos, entre 2011 e 2016, e voltando a ser positivo (+4,886) em 2017. Segundo os dados do Eurostat sobre as migrações nos países da UE e EFTA no triénio 2015-17, Portugal integra o grupo de países europeus com saldos migratórios mais negativos, tanto em termos absolutos como relativos. Quando se retiram os efeitos dos fluxos de retorno e de re-emigração, Portugal tem valores ainda mais negativos, sendo apenas ultrapassado pela Lituânia, Roménia, Croácia e Letónia. +

 

Série  OEm Fact Sheets
Número  10
Data  março de 2020 
Páginas  28
ISNN  2183-4385
DOI  10.15847/CIESOEMFS102020
URI   http://hdl.handle.net/10071/20347
Palavras-chave  Saldo migratório, Portugal, União Europeia
Índice  Evolução dos saldos, 2000-2017. Comparação no espaço europeu (média 2015-2017). Nota sobre os dados. Metainformação. Anexo (quadros)
Como citar  Pires, Rui Pena, e Inês Vidigal (2020), “Saldos migratórios 2000-2017”, OEm Fact Sheets, 10, Observatório da Emigração, CIES-IUL, ISCTE-IUL. DOI: 10.15847/CIESOEMFS12020.

 

Gráfico 2  Migrantes entrados em Portugal segundo a nacionalidade, 2008-2017

 

Nota (*) Inclui migrantes sem nacionalidade e com nacionalidade desconhecida.
Fonte
  Gráfico elaborado pelo Observatório da Emigração, valores do Eurostat, Database on Population and Social Conditions, Demography and Migration (pop). 
    

 


* Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL), Lisboa, Portugal

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios