FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2009
Candidato a Chefe do Executivo visitou Casa de Portugal em Macau
2009-06-25

Alexandra Lages

O apoio está garantido: à Casa de Portugal em Macau (CPM) e às suas actividades, à língua e cultura portuguesas e à Escola Portuguesa de Macau (EPM). Esta foi a mensagem deixada ontem pelo único candidato a Chefe Executivo, Chui Sai On, após um encontro com a direcção da CPM, que serviu para "ouvir opiniões".

À saída do evento, o mais que provável sucessor de Edmund Ho fez questão de vincar que continuará a dar a mão à associação de matriz portuguesa e a dar atenção a outras questões ligadas à comunidade. A EPM foi uma das instituições referidas. Contudo, quanto a detalhes, como o assunto da transferência das instalações, não houve respostas. Isto porque o candidato foi "apenas ouvir opiniões".
"Fundamentalmente tirou notas. Mostrou que está atento e que conhece bem o trabalho que é feito pela comunidade portuguesa", destacou a presidente da CPM, Maria Amélia António. Tal mostra que o candidato "reconhece que a comunidade portuguesa é um factor importante para a RAEM", elogiou.
No que respeita às preocupações dos falantes de língua portuguesa, o ex-secretário para os Assuntos Sociais e Cultura ouviu falar da importância do respeito pelo uso do português nos departamentos administrativos e no sistema judicial, bem como das dificuldades encontradas a este nível pelos residentes que se expressam neste idioma.
A par disso, abordaram-se assuntos de cariz geral. "[Chui Sai On] quis ouvir as opiniões dos membros [da CPM]. De um ponto de vista geral, dizem respeito à saúde, assistência social e funcionamento dos tribunais", avançou a responsável.

Hoje Macau, aqui, acedido em 02 de Julho de 2009.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios