FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2009
Programa do governo luso dá a imigrantes visita à terra natal
2009-05-08
Díli, 8 mai (Lusa) - O ex-militar António Rosa da Cruz, 73 anos, natural do Seixal, na região de Lisboa, e há quase meio século radicado em Díli, onde constituiu família, foi o seleccionado pelo programa “Portugal no Coração” para visitar a terra natal.

O programa, promovido pelo gabinete do secretário de Estado das Comunidades, tem como objetivo levar ao país de origem cidadãos portugueses com mais de 65 anos e sem condições financeiras. Além disso, é necessário viver há pelo menos uma década fora da Europa.

A seção consular da embaixada de Portugal em Díli revelou à Agência Lusa que António Cruz, sem meios para fazer esta viagem, foi classificado entre duas dezenas de candidatos e parte nesta sexta-feira para Lisboa.

António da Cruz nasceu em 1937 e foi para o Timor Leste em 1959, como soldado português.

Terminado o serviço militar, ele foi trabalhar na Sociedade Agrícola Pátria e Trabalho, onde ainda hoje é vendido o café de Timor.

Depois do 25 de abril de 1974 em Portugal, apesar da guerra civil em Timor Leste que se seguiu e da invasão da Indonésia em 1975, Cruz acabou ficando no território e perdeu todos os bens.

Em 1999 - ano da consulta popular que resultou na independência de Timor -, Cruz foi parar num campo de refugiados em Atabua, Timor-Ocidental (Indonésia).

Venezuela

Além de António da Cruz, um casal de idosos lusos residentes na Venezuela também foi beneficiado pelo programa. João Vicente Câmara e Lurdes Augusta dos Reis, ambos de 77 anos e originários da Ribeira Brava, na ilha da Madeira, estão no país latino desde 1952.

Com três filhos, um moça e dois rapazes, ele imigrou de Portugal para o Brasil, onde permaneceu nove meses, partindo depois para Caracas.

Na capital venezuelana, Câmara trabalhou numa fábrica de refrigerantes, como vendedor, depois foi motorista de ônibus: "Sempre fui amigo de trabalhar, nunca fui "cuerda floja" (gíria para preguiçoso em espanhol), mas Deus não me ajudou."

O casal viajará hoje para Lisboa, onde participará por duas semanas do "Portugal no Coração", e depois viajará para a ilha da Madeira, onde permanecerá um mês.

Agência Lusa, aqui, acedido em 11 de Maio de 2009.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios