FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2017
Bermudas afasta expulsão de filhos de emigrantes portugueses
2017-09-27
A ameaça de expulsão de filhos de emigrantes portugueses nas Bermudas está afastada pelo governo local, disse à Lusa um dirigente associativo, salientando que a nova legislação protege a comunidade. +

“O caso remonta a julho de 2013, quando o governo das Bermudas avisou que os filhos de emigrantes que atingissem a maioridade deixariam de estar abrangidos pelo título de residência permanente dos progenitores. No entanto, os jovens estariam protegidos se continuassem os estudos, na Universidade, ou se tivessem um contrato de trabalho. Caso contrário, poderiam ser deportados. (...) Segundo o responsável, ao atingir os 18 anos, os jovens que não estejam a frequentar a universidade "deixam de estar sob o estatuto dos pais" mas, caso desejem continuar a residir nas Bermudas, podem "solicitar uma autorização de residência" no departamento de imigração das bermudas.” Porém, segundo o presidente do Clube Vasco da Gama, Hugo Pereira, em entrevista à Lusa, “O governo chegou à conclusão que não fazia muito sentido essa situação”.


Ver notícia completa no Diário de Notícias, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios