FR
Início / Notícias / Publicações / Casas (pós-)rurais entre 1900 e 2015
Casas (pós-)rurais entre 1900 e 2015
Livro de Ana Saraiva, onde examina práticas e discursos relativos a expressões da arquitetura doméstica em espaço (pós-)rural nos últimos cento e quinze anos em Portugal. No seu estudo, a autora utiliza uma abordagem plurifatorial, enquadrando áreas como a antropologia, a arquitetura e a emigração.

Título  Casas (pós-)rurais entre 1900 e 2015. Expressões arquitetónicas e trajetórias identitárias
Autor
  Ana Saraiva
Editor  Fernando Mão de Ferro
Data  2017

 

 

 

Resumo

Num relato que se estende por um século (1900-2015), são descritos três tipos habitacionais da arquitetura popular em Portugal: a “casa do trabalhador rural”, ligada à agropecuária; a “casa do emigrante” (1970-2015), ligada à emigração e a mudanças profundas nos campos; e a “casa emplematizada” (1990-2015), ligada à reificação da tradição. A obra apresenta uma teia de temas que se entersetam constantemente e que refletem a relação com as casas em aspetos como os materiais e técnicas de construção, o espaço construído, a genealogia familiar, a vizinhança, a economia, a política, a hibridização, o consumo, a identidade e o património. Narrativas e biografias em torno da casa incidem nos campos portugueses, com estudos de caso na Alta Estremadura e em Ourém, e estendem-se à periferia de Paris para mostrar os impactos da emigração em Portugal e em França. Estas leituras são feitas a partir de um olhar contemporâneo atento à globalização e ao transnacionalismo e que reflete continuidades e descontinuidades na arquitetura popular e nas trajetórias identitárias dos portugueses no último século.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios
ceg Logo IS logo_SOCIUS Logo_MNE Logo_Comunidades