FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2009
Abstenção de 97,8 % entre emigrantes portugueses
2009-06-08

A eleição do 22.º deputado português para o Parlamento Europeu fica dependente dos votos dos emigrantes, que estarão concluídos ao longo do dia de segunda-feira.

A abstenção nas comunidades portuguesas a residir no estrangeiro nas eleições para o Parlamento Europeu é 97,8 %, segundo a Direcção-Geral da Administração Interna (DGAI).

A eleição do 22.º deputado português para o Parlamento Europeu fica dependente dos votos dos emigrantes, que estarão concluídos ao longo do dia de segunda-feira, disse à Lusa fonte da DGAI.

Segundo a mesma fonte, o escrutínio está concluído em território nacional, faltando apurar os votos dos portugueses residentes no estrangeiro, que serão conhecidos ao longo do dia de segunda-feira.

Num sufrágio com 62,95 por cento de abstenção (61,24 em 2004), o PSD conseguiu 1 127 128 votos expressos (31,69 por cento), elegendo um total de oito deputados para o Parlamento Europeu.

O PS recolheu 945 362 votos (26,58 por cento) e elegeu sete eurodeputados, perdendo cinco mandatos relativamente ao acto eleitoral de 2004.

A terceira força política mais votada nestas eleições para o Parlamento Europeu, em que os votos em branco quase duplicaram relativamente há cinco anos, foi o Bloco de Esquerda, que contabilizou 10,73 por cento das intenções (379 290 votos).

O Bloco de Esquerda, que duplicou a votação registada há cinco anos, garantiu a eleição de dois deputados, mais um do que na anterior eleição europeia e poderá ainda obter mais um mandato depois do apuramento dos resultados nos consulados.

O PCP-PEV, que, nesta eleição europeia se fixou nos 10,66 por cento (379 290 votos), subiu a votação para os dois dígitos e mantive os mesmos dois mandatos alcançados em 2004, em que ficaram à frente dos bloquistas.

Os restantes dois eurodeputados foram eleitos pelo CDS-PP, que obteve 297 823 votos expressos (8,37 por cento).

Nas comunidades portuguesas no estrangeiro, estavam registados pouco mais de 200 mil eleitores.

Jornal de Noticias, aqui, acedido em 15 de Junho de 2009.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios