FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2017
Portugueses que morreram em França eram de Foz Côa e Lousada
2017-01-08
O autocarro que, este domingo de madrugada, se despistou, no centro de França, seguia para Genebra, na Suíça, com emigrantes que tinham vindo passar a passagem de ano a Portugal.

Entre as vítimas mortais do acidente está o casal José e Lídia Montez, natural de Freixo, Vila Nova de Foz Côa, que regressava à Suíça depois de ter cumprido a tradição de passar o ano em Portugal. Há cerca de 30 anos emigrado, José, com 59 anos, era trabalhador da construção civil na Suíça. O filho, de 38 anos, deste casal partiu as duas pernas no despiste do autocarro.

Graça Murça, com 58 anos, natural de Foz Côa, é outra das vítimas mortais do acidente. Graça dirigia-se para a Suíça para tomar contas das netas, enquanto a mãe trabalha.

Na tragédia morreu também Marília Nogueira, de 32 anos, natural de Nevogilde, Lousada. Tinha emigrado há um ano. Era casada com Nuno Baptista e tinham dois filhos, um com 3 e outro com 13 anos. Todos seguiam no autocarro. Segundo familiares, Nuno Baptista e o filho mais novo foram submetidos a intervenções cirúrgicas, tendo o mais velho necessitado de apoio psicológico.

Ler artigo completo no Jornal de Notícias, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios