FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
Advogados fazem apelo sobre crianças retiradas no Reino Unido
2016-11-08
O representante da Plataforma "Advogados Portugueses contra as Adoções Forçadas" pediu uma intervenção do Governo junto das autoridades britânicas sobre os 60 casos de crianças retiradas ou sob vigilância.

O advogado Pedro Proença foi esta terça-feira ouvido pelos deputados da comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas sobre o trabalho da Plataforma "Advogados Portugueses contra as Adoções Forçadas", criada para prestar apoio jurídico às famílias portuguesas a quem os serviços sociais do Reino Unido retiraram crianças ou que estão sob vigilância das autoridades.

De acordo com o representante da Plataforma, que reúne cerca de quatro mil pessoas, das quais 300 advogados disponíveis para trabalhar de forma voluntária, estão identificados, no último ano e meio, cerca de 60 famílias portuguesas, das quais metade a quem já foram retirados os filhos.

Pedro Proença relatou que países como a Estónia ou a Letónia já apresentaram protestos formais junto do Governo inglês sobre a forma como os seus nacionais são tratados pelos serviços sociais no Reino Unido.

 

Ler artigo completo no Jornal de Notícias, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios