FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
Emigrantes portugueses pedem alteração à lei eleitoral
2016-11-04
Uma petição a pedir a alteração do método de recenseamento eleitoral e de votação dos emigrantes alcançou as 4000 assinaturas necessárias para ser debatida na Assembleia da República.

Quatro mil emigrantes exigem a alteração das leis eleitorais aplicáveis aos portugueses residentes no estrangeiro. Atualmente quem emigra deixa de fazer parte dos cadernos eleitorais e tem de fazer novo recenseamento no consulado no país de acolhimento.

Paulo Costa, um dos organizadores da petição que corre no Reino Unido, diz que os emigrantes pretendem que o recenseamento seja automático assim que é alterada a morada no cartão do cidadão.

Outra das medidas exigidas é a da introdução do voto eletrónico, de modo a uniformizar e facilitar um processo que, para cada eleição, tem uma regra diferente.

 

Ler artigo completo na TSF, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios