FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2016
Mais professores, aulas e alunos no ensino português em Timor
2016-10-30
Educação. Cooperação no país, que já abrange 13 polos e a escola de Díli, chega ao 3.º ciclo de escolaridade e implica mais contratações

Quando o ano letivo arrancar em Timor-Leste, no próximo mês de janeiro, as escolas portuguesas que integram a rede do projeto CAFE (Centros de Aprendizagem e Formação Escolar), terão pela primeira vez centenas de alunos matriculados no 7.º ano de escolaridade, alargando uma oferta desde o pré-escolar que já abrange perto de 6000 estudantes.

O alargamento ao 3.º ciclo é a principal novidade daquele que, apesar de alguns contratempos, tem sido um dos mais bem sucedidos projetos da cooperação portuguesa com este país, e vai implicar o recrutamento de dezenas de professores adicionais, estando já a correr um concurso através da Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE).


Ler artigo completo no Diário de Notícias, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios