FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2016
Grupo Saint-Paul reforça aposta nos media lusófonos
2016-10-13
O Contacto falou com o diretor-geral do grupo Saint-Paul, o maior grupo de comunicação do Luxemburgo, que detém o jornal português. Paul Peckels explicou as mudanças do novo Contacto e apresentou um jornal mais moderno e com temas atuais mais desenvolvidos.

O Contacto tem cara nova e novos conteúdos, com o objetivo de refletir a realidade de forma mais profunda. O diretor-geral do grupo Saint-Paul, o maior grupo de comunicação do Luxemburgo, que detém o jornal de língua portuguesa, adianta que “não é apenas o layout que vai mudar, mas também o funcionamento do jornal”.

“As diferentes vagas de emigração trouxeram pessoas que têm outros interesses e o gosto individual também evolui, portanto é preciso adaptar-se, mudar, modernizar-se”, explicou Paul Peckels.

Assim, a ideia é apresentar uma publicação mais moderna, para “fazer do Contacto um semanário e não um diário que é publicado uma vez por semana”. “Os assuntos da atualidade são alvo de uma reflexão mais profunda, haverá mais artigos de fundo sobre o que está na ordem do dia. A internet, neste caso o site do Contacto, transmite a atualidade e o jornal semanário permite colocá-la em perspetiva, para dar um complemento ao leitor, por comparação à simples novidade”, esclareceu.

Para Paul Peckels, a aposta do maior grupo no Grão-Ducado num jornal português é óbvia: “um quarto da população do Luxemburgo fala português”. “São os emigrantes de primeira geração, os seus filhos e netos. Hoje em dia, existem sucessivas vagas de emigração e isso continua com a crise económica de Portugal. Portanto há um interesse muito grande pelos meios de comunicação lusófonos no Luxemburgo, tanto pelo Contacto como pela Rádio Latina”. Mas a aposta não deixa de ser, por outro lado, um desafio para o grupo. “De forma geral, pode dizer-se que os meios de comunicação têm pela frente um grande desafio”, reconheceu. “Cada empresa de edição deverá definir os projetos nos quais quer trabalhar e para o Saint-Paul Luxembourg os media lusófonos são claramente uma aposta importante”, frisou.

 

Ler artigo completo no Luxemburger Wort, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios