FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
Portuguesa escondeu-se no mar para fugir ao ataque em Nice
2016-07-15
"Quando não ouvi mais tiros comecei devagarinho a percorrer a praia pelo mar, para tentar ir para a minha casa”, conta a emigrante em declarações à Renascença.

Uma emigrante portuguesa, que se encontrava na zona do atentado desta quinta-feira à noite, em Nice, conta à Renascença que fugiu para o mar para escapar ao ataque.

“Fui ver o fogo-de-artifício no Passeio dos Ingleses. Começo a ver imensa gente a correr. Não me apercebi logo do que se passava. Esperei algum tempo até que comecei a ouvir tiros e também comecei a correr”, relata a cidadã portuguesa que pediu para não ser nomeada.

Descreve os momentos de pânico e muita confusão vividos em Nice, em resultado do ataque com um camião que provocou pelo menos de 76 mortos e dezenas de feridos.

“Desci até à praia e escondi-me no mar juntamente com imensa gente até que os tiros parassem. Havia imensa gente a fugir, a cair e a não perceber exactamente o que se passava. Só quando ouvi os tiros é que corri. As pessoas falavam ao telemóvel e diziam que havia mortos”, afirma.

 

Ler artigo completo na Reanascença, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios