FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
`Brexit` pode penalizar economia, turismo e emigrantes portugueses
2016-06-21
A eventual saída do Reino Unido da União Europeia (`Brexit`) pode criar instabilidade nos mercados e restrições aos emigrantes portugueses no país, mas também pode abrandar a economia portuguesa e reduzir o turismo, segundo analistas contactados pela agência Lusa.

"Como o crescimento económico global iria ser ainda mais moderado, o crescimento da economia portuguesa também abrandaria/estagnaria, e, consequentemente, assistir-se-ia a menores crescimento dos rendimentos das famílias", disse à Lusa o economista-chefe do banco Montepio, Rui Bernardes Serra.

Além disso, o turismo português "poderia ser especialmente atingido, dado o elevado peso dos turistas britânicos no total dos turistas que visitam Portugal", que representam 20,2% das dormidas de não residentes, uma queda da procura que resultaria "da recessão que o Reino Unido vivenciaria, bem como da queda da libra, que tornaria as viagens ao exterior bem mais caras", acrescentou o analista.

Por outro lado, considerou, "o Reino Unido deixaria de ser o país atrativo que é atualmente para os emigrantes portugueses, não só porque a recessão iria diminuir as oportunidades no mercado de trabalho, como também porque as reforçadas restrições em termos de imigração condicionariam as novas entradas de cidadãos estrangeiros no país".

 

Ler artigo completo na RTP, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios