FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
Nunca é tarde para emigrar: Ramiro chegou a Paris aos 65
2016-06-14
Perdeu milhares de euros no negócio da exportação de frutos para Alemanha e Inglaterra e teve de rumar ao estrangeiro. Chegou em 2006 e só lamenta ter demorado tanto a sair de Portugal

Le Blanc Mesnil é um dos muitos subúrbios de Paris. Fica perto de Saint-Denis, onde se decide o Euro 2016 no próximo dia 10 de Julho (até ao Stade de France são 8,6 km, demora 17 minutos de comboio e 8 de carro). A parte mais nova, junto à zona industrial e ao Parque Jacques Duclos, estende-se por avenidas longas, ladeadas de árvores e vivendas com jardins bem cuidados.  

A zona comercial fica na parte mais antiga, com pequenos prédios de três e quatro andares. 

Quando se começa a percorrer as vias mais movimentadas (a rua Anatole France e as avenidas Pierre et Marie Curie e Henri Barbusse), a primeira impressão é que estamos num souk marroquino ou num bazar árabe. 

Há vários restaurantes de comida asiática, paquistaneses, indianos ou turcos (e cartazes a anunciar kebaps e especialidades balcânicas ou marroquinas), com nomes como Istanbul, Delices de Cathay ou Delices de L'Inde. Há também cabeleireiros africanos e bazares de roupa indiana, com saris coloridos nas montras. É dia de mercado e na rua avistam-se muitas mulheres de véu e lenço islâmico e homens com turbante.

No meio deste colorido, destaca-se Serafim Correia e a sua camisola do Benfica. "E olhe que nasci no Porto", ri-se. Está em Le Blanc-Mesnil há 18 anos e explica que os portugueses e os árabes estão em maioria na zona (um estudo da autarquia revelava, em 2000, que 18% dos habitantes eram estrangeiros). "Não há atritos entre nós. Como se costuma dizer, somos todos irmãos mas cada um vai comer a sua casa. Eles têm as festas e as crenças deles, nós temos as nossas", diz.

 

Ler artigo completo na Sábado, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios