FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
Os emigrantes pedem a Costa dinheiro para reparar as lápides no Cemitério Militar Português
2016-06-11
Familiar de soldados da Grande Guerra pede a António Costa intervenção no Cemitério Militar Português em França, para reparar as lápides.

Álvaro Rodrigues tem dois primos enterrados no Cemitério Militar Português de Richebourg, no norte de França, onde estão quase dois mil soldados lusos, e pediu hoje ao primeiro-ministro para ajudar a reparar as lápides.

O emigrante chamou o primeiro-ministro, que estava a visitar o cemitério ao lado do Presidente da República, e foi mostrar-lhe o estado das lápides de granito, muitas delas apagadas.

De galochas calçadas, visto que o cemitério ainda estava ligeiramente alagado, António Costa seguiu o português pelas filas de lápides e ouviu-o atentamente.

"Voilá! Precisamos de dinheiro. É preciso uma ajuda muito grande da parte do Governo. As condições em que estas pedras estão... Algumas estão mais ou menos... Veja aquela, os nomes estão perdidos", disse o português ao chefe de Governo.

Álvaro Rodrigues insistiu que "é a comunidade portuguesa que está a pedir", ao que António Costa disse "sim, sim" em sinal de compreensão do pedido, mas sem avançar se vai ou não tratar do assunto.

 

Ler artigo completo no Económico, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios