FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2016
"Lesados do BES no Luxemburgo deviam lutar pelos seus direitos"
2016-04-09
No Luxemburgo deverá haver cerca de "meio milhar" de lesados do BES. O número foi adiantado ao CONTACTO por Paulo Pisco, deputado socialista eleito pelo círculo da Europa, que deixou um repto aos imigrantes lusos no Grão-Ducado para que se juntem ao movimento de lesados criado recentemente em França.

"Acho que os lesados do BES no Luxemburgo, cerca de 500, se deveriam juntar e unir ao movimento mais vasto que existe em França. Esta é uma luta que nenhum dos lesados pode ganhar isoladamente. Tem de haver uma associação forte que represente e defenda os seus direitos", disse ao CONTACTO Paulo Pisco, à margem da sessão evocativa do 36º aniversário do Centro de Apoio Social e Associativo (CASA), na sexta-feira. 

No total, estima-se que sejam cerca de oito mil os emigrantes portugueses afectados pela falência do BES. Só em França são cerca de 4.000 e os restantes 4 mil estão repartidos pelos outros países. No Luxemburgo serão meio milhar.

"Quero conhecer os portugueses no Luxemburgo que foram prejudicados e transmitir-lhe uma mensagem de esperança, pois acredito que o caso será resolvido", frisou o parlamentar socialista. "Este é um processo de luta. Acho que os emigrantes conseguirão pelo menos reaver algum do seu dinheiro. O ideal era que o conseguissem reaver todo. Isso é que era justo", rematou Paulo Pisco. 

 

Ler artigo completo no Luxembrger Wort, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios