FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Comemoração do Dia de Portugal recebida na Casa Estatal com recepção diferente este ano
2009-06-12
Providence - A imponência do palácio do governo do Estado de Rhode Island serviu de palco para mais um evento anual da celebração do 10 de Junho em Providence, mas com uma recepção diferente este ano.

Pelas 6 horas da tarde, enquanto os convidados chegavam para as cerimónias habituais do 10 de Junho, depararam-se com uma multidão de votantes fazendo um protesto pacífico, mas barulhento, contra o aumento de impostos estatais. A demonstração planeada, que atraiu largas centenas de protestantes, terminou pelas 7 horas e a paz regressou ao edifício para dar voz aos mais de 300 convidados de etnia portuguesa.
      A abertura da cerimónia foi feita pelo Coral Herança Portuguesa, que entoou ambos os hinos.
      Presentes nas cerimónias estiveram várias entidades estatais, incluindo os Representantes Estatais Agostinho Silva, Michael Rice, Roberto Silva e Ray Gallison, o Secretário de Estado Ralph Mollis, e o Senador Estatal Daniel da Ponte. O mestre de cerimónias foi o Representante Estatal Hélio Melo.
      A Presidente do Senado, Teresa Paiva-Weed, apresentou as saudações do Senado à comunidade portuguesa e apresentou o seu pai, presente na audiência como o exemplo de dedicação e moral que tanto da cultura portuguesa lhe tinha ensinado.
      O orador principal foi Marc Paul Viana, um luso-americano com um futuro brilhante. Viana estudou na Universidade Brown e em breve irá iniciar o curso de Direito.
      "Quaisquer que sejam as origens desta comemoração de hoje, no coração da celebração está um senso de comunidade e uma ligação a tudo que é português," disse. "Se o Dia de Portugal foi inspirado por navegadores aventurados para além do nome do rei e cristianismo, através das lentes de Camões, hoje é continuado por uma herança de identidade."
      Viana disse que, na qualidade de imigrantes portugueses naturalizados americanos, é aparente para si que "esta identidade portuguesa é feita de muitas coisas."
      "É falar uma língua linda, uma apreciação conhecida dos sacrifícios feitos por emigrantes melhorando as suas vidas, e um senso de pertencer à volta do que idealizamos como memórias de Portugal, ou saudades," disse. "A identidade portuguesa é também um conceito de uma unidade familiar bem chegada, salpicada com trabalho árduo e gratificações, e para mim, especialmente, o bacalhau, ver o Benfica, Sporting ou Porto na televisão nos clubes portugueses da área, e tantas festas no Verão."
      Ao terminar a sua alocução, Viana disse seguir o exemplo de Camões, lembrando que em Os Lusíadas, o povo português é que é o herói.
      "Como indivíduos e um grande povo, continuemos nas nossas vidas do dia-a-dia, esta épica maravilhosa que é a nossa cultura portuguesa," salientou.
      O Chanceler do Consulado de Portugal em Providence, Lionel Teixeira, apresentou os cumprimentos do Governo português.
      Pilar Coelho, Presidente da Comissão do Dia de Portugal 2009, agradeceu a toda a sua comissão pelo árduo trabalho, dando-lhes crédito pelo sucesso da comemoração, negando-se a receber algum para ela, num gesto de humildade que sensibilizou toda a audiência.
      O Coral Herança Portuguesa, terminou o programa, apresentando mais dois números musicais, o último dos quais foi o tema "America The Beautiful."
      Seguiu-se uma hora social com petiscos para todos os presentes.

O Jornal, aqui, acedido em 15 de Junho de 2009

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios