FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Emigrantes açorianos devem apostar na qualificação
2009-05-26

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, destacou, em Rhode Island, Estados Unidos, a importância de os emigrantes açorianos apostarem na qualificação, como forma de vencer num mundo cada vez mais competitivo.

"Para enfrentarem e superarem os desafios do futuro, os emigrantes em Rhode Island têm uma arma poderosa, que é a sua expressão demográfica, mas a qualificação tem de ser sempre procurada por quem quer progredir e afirmar-se", afirmou Carlos César.

"A grande arma que está ao nosso alcance e que nos transmite confiança e esperança em dias melhores é o trabalho, o profissionalismo, a qualificação, o conhecimento", acrescentou.

Carlos César falava num jantar na Casa dos Açores da Nova Inglaterra, que reuniu mais de duas centenas de pessoas, entre as quais representantes de diversas instituições ligadas à comunidade portuguesa residente naquela zona da costa leste norte-americana.

Antes deste jantar, o presidente do Executivo açoriano ofereceu uma biblioteca infanto-juvenil à escola comunitária, onde cerca de três dezenas de crianças aprendem português em horário pós-escolar.

Na altura, Carlos César salientou a importância de saber falar português "num mundo cada vez mais competitivo".

As questões da educação e da formação dominaram o segundo dia da visita que o presidente do Governo açoriano está a realizar aos EUA e Canadá, que culminará domingo com as celebrações do Dia dos Açores, em Toronto.

Numa visita ao Rhode Island College, Carlos César defendeu ser "absolutamente fundamental que a comunidade açoriana veja a educação como o mais importante investimento que pode fazer no futuro".

Para hoje, a agenda do presidente do Governo açoriano prevê contactos ao nível político, nomeadamente reuniões com o ‘mayor' de Providence, David Cicilline, e com o governador do Estado de Rhode Island, Donald Carcieri.

Na State House, residência do governador, Carlos César vai assinar um acordo de geminação entre os Açores e Rhode Island.

Carlos César, que terá ainda encontros com representantes de luso-descendentes no Senado, parte ao final do dia para Winnipeg, no Canadá, onde também reside uma importante comunidade açoriana.

Nos Estados Unidos vivem cerca de um milhão de portugueses, a maioria oriunda dos Açores.

Açoriano Oriental, aqui, acedido em 27 de Maio de 2009

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios