FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2016
Emigrantes e lusodescendentes recorrem à Cap Magellan para conseguirem emprego em França
2016-02-19
O Fórum para o Emprego da associação de jovens lusodescendentes Cap Magellan, que decorreu esta semana durante dois dias em Paris, teve maior procura do que no ano passado, tanto de emigrantes, quanto de lusodescendentes.

Luciana Gouveia, delegada-geral da associação, referiu que, em relação ao ano passado, houve mais afluência, nomeadamente no consulado.

"Este ano, houve muitos pedidos e optámos por escolher um sistema de marcação para um atendimento personalizado. A afluência foi muito grande", explicou a dirigente associativa.

No primeiro dia do fórum, a associação esteve integrada numa feira de emprego parisiense dirigida aos jovens recém-diplomados, tendo recebido uma centena de currículos e tido "mais de 200 visitantes", essencialmente lusodescendentes ou franceses que aprenderam português ao longo do percurso académico.

No segundo dia, no consulado, a associação recebeu mais de meia centena de pessoas, "um público mais franco-português", "pessoas que chegam agora de Portugal, muitas das quais não falam francês".

"Era um público diferente, o que tem a ver com a evolução que o nosso departamento de emprego tem conhecido nos últimos anos. Ou seja, de um acompanhamento do jovem recém-licenciado que está à procura do primeiro emprego, estamos, cada vez mais, a acompanhar as pessoas que chegam de Portugal e que, muitas vezes, além da ajuda na parte do emprego, precisam de informações sobre o sistema de segurança social, ensino ou alojamento", afirmou.

Luciana Gouveia explicou, ainda, que "continua a haver muitas pessoas a chegar de Portugal", tendo notado "uma tendência crescente de pessoas que chegam à Cap Magellan reencaminhadas por outras instituições, às vezes até pelo próprio Consulado-Geral de Portugal em Paris".

 

Ler artigo completo na Port.Com, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios