FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Governo em apuros à caça de votos lusos
2009-06-04

RITA JORDÃO

Em véspera de eleições, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, David Miliband, escolheu a comunidade portuguesa em Londres para tentar recolher votos de última hora para um Partido Trabalhista em sérias dificuldades.

O contacto com a comunidade portuguesa, organizada a pedido de Miliband, ocorreu no mesmo dia em que a ministra das Comunidades, Hazel Blairs, se tornou na mais recente baixa do Governo de Gordon Brown na sequência do escândalo das despesas que tem vindo a danificar as esperanças Trabalhistas nas eleições europeias e autárquicas de hoje.

O Reino Unido vai mais cedo a votos para manter a tradição britânica de eleições à quinta-feira. Mas todas as sondagens apontam para resultados desastrosos para o partido no governo. Entre cerca de 30 empresários portugueses, o ministro dos Negócios Estrangeiros apelou à comunidade para ir às urnas e prometeu uma maior ligação com a comunidade no futuro.

"A comunidade portuguesa é um símbolo de uma Londres diversa e europeia e espero que esta oportunidade me permita passar a mensagem de que é muito importante que eles votem nestas eleições europeias. Penso que os valores da comunidade portuguesa estão muito próximos dos valores defendidos pelo Partido Trabalhista. Esperamos trabalhar mais perto da comunidade no futuro", disse David Miliband em entrevista ao JN.

O ministro britânico admitiu, no entanto, que a visita é uma tentativa de tentar salvar uma eleição praticamente perdida para o partido no governo mas, acrescentou, "as eleições são tanto sobre organização,força e determinação como são sobre ideias. E nós vamos lutar por cada voto até ao último minuto".

Segundo as últimas sondagens, o principal partido da oposição, o Partido Conservador, será o grande vencedor numas eleições que poderão ser marcadas pela forte abstenção como reacção ao escândalo que revelou elevados níveis de corrupção no parlamento. Os Trabalhistas correm o risco de ficar em terceiro lugar, atrás dos Liberais Democratas.

Em Downing Street o ambiente é cada vez mais hostil para o primeiro-ministro. Gordon Brown enfrenta pressões por parte de todos os partidos (incluindo o seu) para convocar eleições antes da data limite (Primavera de 2010). Dentro do partido cada vez são mais as vozes que pedem uma alternativa e entre os deputados do partido corre um email apelando a Gordon Brown para se afastar. David Miliband é por muitos apontados como a sucessão natural e, durante a última conferência do partido Trabalhista, chegou mesmo a ser anunciado como candidato à liderança partidária.

Jornal de Notícias, aqui, acedido em 4 de Junho de 2009.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios