FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Sampaio defende necessidade de “afrontar” o êxodo de diplomados
2015-11-04
"Portugal não tem estudantes a mais. Não tem diplomados a mais. Portugal tem, bem pelo contrário, ainda baixos índices de qualificação escolar na sua população", considera antigo Presidente da República

O antigo Presidente da República Jorge Sampaio defendeu esta quarta-feira a necessidade de "afrontar" o êxodo de diplomados e adiantou que "não podemos continuar" a assistir, "impávidos", à sua emigração. 

"É necessário afrontar o êxodo dos diplomados. Não podemos continuar assim, a investir na qualificação dos portugueses e a assistir impávidos à sua emigração. Por uma razão fundamental, não há portugueses dispensáveis", afirmou Jorge Sampaio. 

O ex-Presidente da República falava em Castelo Branco, durante a cerimónia comemorativa dos 35 anos do Instituto Politécnico local. 

Jorge Sampaio defendeu que a mobilidade, em si, é de encorajar, assim como os intercâmbios são necessários no mundo globalizado, mas adiantou que "não podemos investir recursos públicos, sem qualquer garantia de retorno".    

 

Ler artigo completo na TVi24, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios