FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Emigrantes em Macau podem fazer tremer vantagem do PSD/CDS
2015-10-06
A coligação está com medo dos votos que chegam de fora da Europa, escreve o Observador. É que, se o Nós Cidadãos! roubar um deputado ao PSD, e o PS conseguir atrair o Bloco de Esquerda, o PAN e esta formação passa à frente da maioria.

Chama-se Nós Cidadãos!, pode ser um elemento desestabilizador destas eleições, relata o Observador. Segundo a publicação, este partido poderá eleger um deputado pelo círculo fora da Europa, roubando-o directamente ao PSD. Se assim for, e o PS mantiver um deputado no círculo da Europa, há a hipótese de os socialistas conseguirem formar uma coligação de partidos que ultrapassem a maioria.

As contas são simples de perceber. Os resultados eleitorais do passado Domingo deram 104 deputados ao PSD/CDS, 85 ao PS, 19 ao Bloco de Esquerda, 17 ao PCP e 1 ao PAN. Falta contudo juntar os deputados que serão eleitos pelos emigrantes, uma informação que só será desvendada dia 14 de Outubro. Ao todo são quatro, dois pelo círculo da Europa e outros dois fora da Europa.

Tradicionalmente, na Europa, PSD e PS ficam com um deputado cada um; e fora da Europa, o PSD amealha os dois deputados - ao todo, o PSD ganha três e o PS um. Ora, se esta distribuição se mantiver, mas o Nós Cidadãos! roubar um deputado ao PSD no círculo fora da Europa, e António Costa conseguir federar vontades com o Bloco de Esquerda, o PAN e o Nós Cidadãos!, então consegue 107 deputados contra os 106 da maioria. Mesmo que não consiga aproximar-se do Nós Cidadãos, mas se una aos outros dois, consegue um empate com a maioria em termos de deputados, o que lhe daria igual legitimidade para se apresentar com um projecto de governo.

 

Ler artigo completo no Negócios, aqui

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios