FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Elevada emigração traz graves problemas demográficos para Portugal
2015-09-30
Menos gente e população mais envelhecida estão entre os efeitos da saída de portugueses. Mais de 100 mil pessoas abandonaram o país em 2014.

A presidente da Associação Portuguesa de Demografia alerta para as consequências graves dos elevados índices de emigração em Portugal.

"Primeiro, tem um impacto imediato na diminuição da dimensão da população" e, "em segundo lugar, faz aumentar os índices de envelhecimento do país", afirma Maria Filomena Mendes, em entrevista à Renascença.

"Aqueles que emigram são, normalmente, as pessoas mais jovens", sublinha, o que, por outro lado, "implica a diminuição da população activa".

"Quem emigra é quem está em idade de casar e de ter filhos", pelo que a emigração vai também "diminuir o número de nascimentos", avisa ainda.

 

Ler artigo completo na Renascença, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios