FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Emigrantes mantêm a confiança no sistema bancário português
2015-09-30
Os depósitos de emigrantes atingiram em Julho o valor mais elevado em quase quatro anos, apesar dos escândalos.

Os depósitos de emigrantes nos bancos portugueses estão a aumentar. Sobem há cinco meses consecutivos e atingiram em Julho o valor mais alto desde Novembro de 2011, segundo dados publicados pelo Banco de Portugal. 

A recuperação desta base de depósitos dá-se precisamente num Verão que ficou marcado por manifestações de emigrantes lesados do BES e pelos seus vários apelos para que os emigrantes portugueses retirem as poupanças dos bancos portugueses. Em causa estão cerca de 700 milhões de euros investidos por estes clientes em acções preferenciais de veículos sedeados em sociedades ‘offshore'. Estes clientes alegam terem sido enganados pelos gestores do banco que terão garantido tratarem-se de produtos sem qualquer risco e reclamam o direito a receberem a totalidade das suas poupanças. 

Os apelos dirigidos à solidariedade dos restantes emigrantes portugueses não parecem estar no entanto a surtir efeito, tal como o colapso de um dos maiores bancos nacionais, em Agosto de 2014, também não parece ter assustado estes aforradores. Foi precisamente a partir de Setembro desse ano, em pleno rescaldo da medida de resolução aplicada pelo Banco de Portugal, que os depósitos de emigrantes começaram a recuperar. Em 11 meses, o ‘stock' de depósitos caiu apenas por uma ocasião e no montante residual de sete milhões de euros. No total, aumentou 740 milhões de euros desde então.     

 

Ler artigo completo no Económico, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios