FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Cavaco quer reforçar relações com a Alemanha
2009-03-02
Encontro com Angela Merkel no início da visita de Estado

O Presidente da República definiu hoje como objectivo da sua visita de Estado à Alemanha, que começa esta terça-feira, "aprofundar ainda mais as relações políticas, económicas e sociais" entre aquele país e Portugal.

"Quero fazer desta minha visita à Alemanha um momento alto na amizade, na fraternidade, das relações de proximidade entre Portugal e a Alemanha", afirma o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, num vídeo colocado hoje no 'site' da Presidência da República.

No vídeo, gravado já hoje, pouco depois da comitiva ter chegado a Berlim, o chefe de Estado aponta como objectivo da sua primeira visita de Estado à Alemanha um maior aprofundamento das relações políticas, económicas e culturais entre os dois países, enfatizando o encontro que terá terça-feira com a chanceler alemã Angela Merkel.

"Irei encontrar-me com a chanceler Merkel num tempo em que em toda a Europa se discute formas de vencer a crise económica, financeira e social que nos atinge", refere Cavaco Silva.

Na mensagem, que tem como cenário a Porta de Brandemburgo, o Presidente da República sublinha ainda o encontro que terá com a comunidade portuguesa a viver na Alemanha, sexta-feira, em Osnabrck, cidade onde terá ainda a oportunidade de se encontrar com "um amigo de Portugal": o actual presidente do Parlamento Europeu, Hans-Gert-Pttering.

As exposições que serão por si inauguradas sobre a vida e obra de Manuel de Oliveira e sobre a arquitectura portuguesa contemporânea merecem igualmente uma nota do chefe de Estado na mensagem, que começa precisamente com Cavaco Silva a recordar a sua visita à Alemanha em 1986.

"Estive aqui em Berlim em 1986. Tive oportunidade de subir à varanda do antigo Reichtag e olhar para o outro lado do muro e observar do outro lado os soldados de metralhadora que impediam que os alemães de leste pudessem aproximar-se dos seus irmãos do ocidente. Não imaginava que três anos depois o muro seria derrubado", lembra Cavaco Silva, caracterizando a queda do muro de Berlim como um momento de "grande alegria" para todo o mundo.

No 'site' da Presidência da República foi hoje igualmente disponibilizado o depoimento que Cavaco Silva fez ao único jornal português na Alemanha, o "Portugal Post", que tem como público leitor os portugueses residentes neste país e a comunidade luso-alemã.

"Como tenho afirmado, em numerosas ocasiões, é fundamental aprofundar os traços de união entre as comunidades da diáspora e Portugal", refere Cavaco Silva no depoimento, onde enfatiza também a necessidade de publicações como o "Portugal Post".

"Mesmo nos dias das novas tecnologias de informação, jornais ou publicações deste tipo são, muitas vezes, o principal, se não o único, elo de ligação com o país natal", sublinha o chefe de Estado.

No depoimento, Cavaco Silva faz ainda referência ao encontro que terá na sexta-feira com a comunidade portuguesa, considerando tratar-se de uma manifestação pública do seu "mais profundo apreço pelos portugueses residentes na Alemanha, por aqueles que, pela força do seu trabalho, pelo seu empenhamento na vida cívica, engrandecem o nome de Portugal".

"O gesto tem um significado simbólico, naturalmente. Mas penso que a presença do Presidente da República, o convívio de perto com portugueses ou luso-descendentes, é um elemento importante para a comunhão de afectos que funda a portugalidade, onde quer que ela se encontre", sublinha Cavaco Silva.

Lusa

 

SIC, aqui, acedido em 03 de Março de 2009

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios