FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
65 mil com dupla cidadania
2015-07-06
Crise leva migrantes a pedir nacionalidade.

Desde 2009, ano em que rompeu a crise financeira internacional, 65 mil portugueses em 13 países pediram dupla nacionalidade. França, Suíça e Estados Unidos da América são os destinos de emigração onde mais querem ter dupla cidadania. Neste período, em França foram mais de 25 mil os portugueses a adotar a cidadania francesa. O passaporte com carimbo da Suíça levou mais 11 019, entre 2009 e 2013, a adotarem esta nacionalidade, revela o organismo de estatística da União Europeia - Eurostat. Por sua vez, nos Estados Unidos, foram 8027 a garantirem a cidadania americana. No conjunto dos 13 países mais representativos em 2013, foram 12 173 os portugueses a ficar com duplo passaporte. Um valor ligeiramente superior a 2012, no qual os emigrantes portugueses obtiveram 11 955 passaportes estrangeiros. Em 2009, os novos registos atingiram os 15 137. Em 2010 foram 13 418 e no ano seguinte 12 310. Nestes cinco anos houve, portanto, 65 mil portugueses que concretizaram o projeto de obter outra nacionalidade. Os dados do Eurostat revelam ainda que no Luxemburgo, com 982 passaportes obtidos, os portugueses são o primeiro grupo de estrangeiros que quer obter a cidadania do país. O Luxemburgo tem o nível de vida mais elevado da Europa. Em França, à frente dos portugueses estão os marroquinos, argelinos, turcos e tunisinos. Já na Suíça, mais do que os portugueses apenas estão os naturais de Itália, Alemanha, Kosovo e Sérvia.

 

por João Saramago

Ver Correio da Manhã, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios