FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Emigrantes voltam a encher os cofres do Estado
2015-06-11
Há mais dinheiro a entrar do que a sair dos cofres portugueses. São conclusões apresentadas pelo Banco de Portugal, que registou um saldo liquido positivo de 2.522 milhões de euros no final de 2014.

Há 13 anos que Portugal não registava valores tão altos relativamente às remessas enviadas por emigrantes portugueses para o seu país de origem. Em 2014, o dinheiro enviado para o estrangeiro chegou aos 535 milhões de euros, enquanto as verbas provenientes de emigrantes lusos chegaram aos 3.057 milhões.

A tendência, segundo a entidade económica, é para que este valor se mantenha positivo e venha ainda a aumentar, visto que, só nos primeiros 3 meses deste ano, o saldo líquido do país encontrava-se nos 664 milhões de euros (mais 14% do que em período homólogo do ano passado).

A maior parte das verbas vem de França e Suíça (55% do valor total), juntamente com outros mercados internacionais como Angola, Reino Unido e Espanha.

Em declarações ao Público, Pedro Passos Coelho diz que estas são "boas notícias, pelo menos a curto prazo", visto que "os que partiram, com ou sem convite, ajudam agora a financiar a economia portuguesa e a equilibrar a balança de pagamentos.".

 

Ver Notícias ao Minuto, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios