FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Portugal pede ao Luxemburgo que averigue denúncias de exploração de emigrantes
2015-06-05
Uma reportagem emitida por uma televisão luxemburguesa expôs a situação de trabalhadores portugueses a viver em condições de "escravatura" no Luxemburgo.

Portugal pediu a intervenção das autoridades luxemburguesas para averiguarem os alegados abusos sobre trabalhadores portugueses numa obra estatal daquele país, disse hoje à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

A iniciativa da missão diplomática portuguesa surge na sequência de uma reportagem televisiva transmitida por um canal de televisão luxemburguês sobre escravatura moderna dos portugueses, em que foram relatados muitos casos de trabalhadores explorados.

Jornal de Notícias avança na edição de hoje que a reportagem foi sobre portugueses a trabalhar numa obra do Estado luxemburguês, nos caminhos-de-ferro, e onde recebem apenas 7,5 euros por hora, quando o valor mínimo legal que um operário da construção civil deve auferir no Luxemburgo é de 12,5 euros.

Contactado pela agência Lusa, José Cesário adiantou que "a embaixada portuguesa no Luxemburgo tomou conhecimento da reportagem e, depois de a analisar de forma adequada", entrou em contacto com as autoridades daquele país.

O contacto foi "no sentido de pedir toda a intervenção que seja possível fazer de maneira a evitar qualquer situação de aproveitamento ou de abuso a que esteja sujeito qualquer cidadão nacional", disse o secretário de Estado das Comunidade.

 

Ver Diário de Notícias, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios