FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Reis do petróleo atraem nacionais
2015-03-02
Monarquias registaram maior subida de emigrantes.

Instalada a crise internacional em 2009, com a consequente subida do desemprego, um número crescente de portugueses procurou oportunidades de trabalho no estrangeiro. Os dados do Observatório da Emigração indicam que nas monarquias exportadoras de petróleo, esse aumento foi mais expressivo. Saiba para que países do petróleo vão os portugueses Na Noruega, entre 2009 e 2014, o número de portugueses triplicou: viviam no reino do Norte da Europa 1043 portugueses em 2009; em 2014, segundo os dados estatísticos fornecidos por Oslo, residiam naquele país 3161 portugueses. No país, também exportador de bacalhau, as remessas dos emigrantes tiveram um crescimento expressivo, passando de 2,5 milhões de euros para 5,8 milhões de euros. Na Arábia Saudita, o número de portugueses passou de 62 em 2008 para 373 em 2013. Por sua vez as remessas de emigrantes subiram de 234 mil euros para 826 mil euros/ano. Nos Emirados Árabes Unidos, o crescimento da emigração nacional foi ainda mais expressivo. Viviam em 2008 um total de 169 portugueses nesta monarquia do Golfo; em 2012, eram já 1004. Em dois outros países exportadores de petróleo e de língua portuguesa registou-se também um aumento da comunidade portuguesa: Angola (115 mil em 2013) e Timor-Leste ( 9700 em 2012).

Ver Correio da Manhã, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios
ceg Logo IS logo_SOCIUS Logo_MNE Logo_Comunidades