FR

Link para inquéritoO regresso como emigração: o caso dos jovens adultos portugueses

Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
“Monumento ao Emigrante” presta homenagem aos transmontanos no Luxemburgo (com fotos)
2015-01-21

O monumento dedicado aos emigrantes portugueses no Luxemburgo, feito a partir de um bloco de granito doado por um empresário de Fiolhoso, tem mais de três metros de altura, cerca de dez toneladas e foi esculpido pelo luxemburguês Misch Schiltz. Baptizada como "Monumento ao Emigrante", a escultura encontra-se numa zona ajardinada perto da Escola Secundária de Beaufort, no centro da localidade, homenageando os muitos imigrantes transmontanos no Luxemburgo com um pedaço da terra de onde provêm.

Este monumento, que foi inaugurado em 2013, serve igualmente para assinalar os laços que unem as duas localidades geminadas.

Em Beaufort, os portugueses representam cerca de 35% da população. A maioria são originários do Fiolhoso, conhecido como "aldeia mais luxemburguesa de Portugal". Durante o ano, o número de habitantes naquela aldeia não vai além das 200 pessoas, mas em agosto regressam à localidade cerca de 800 imigrantes no Luxemburgo.

Em homenagem aos portugueses que trocaram a aldeia pelo Grão-Ducado, a Câmara Municipal de Murça deliberou por unanimidade atribuir a designação toponímica de "Praça do Luxemburgo" ao largo principal da localidade do Fiolhoso.

 

Ver Port.com, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios