FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2015
Alunos da Universidade do Luxemburgo estudam imigração portuguesa
2015-01-19
A imigração portuguesa é o tema de um seminário na Universidade do Luxemburgo que levou à realização de vários trabalhos de investigação sobre os imigrantes no país, alguns dos quais poderão dar origem a teses de mestrado.

Os nove alunos do mestrado em História Contemporânea da Universidade do Luxemburgo frequentaram durante três semestres um seminário dedicado à imigração portuguesa, tendo realizado uma série de trabalhos sobre os imigrantes no país, que vão desde o papel dos clubes de futebol amadores na integração dos portugueses à importância da gastronomia, passando pelo papel das mulheres na emigração, o empreendedorismo ou a integração no ensino.

Para a responsável do seminário, Elisabeth Boesen, a escolha do tema - uma estreia no seminário de investigação "Moving Europeans" - "era uma evidência, considerando o elevado número de portugueses no Luxemburgo", e pode vir a dar origem a novos trabalhos científicos sobre a comunidade portuguesa no país.

"Pelo menos dois destes trabalhos vão ser desenvolvidos e dar origem a teses de mestrado", um sobre culinária e outro sobre futebol, adiantou, sublinhando a importância de aumentar o número de estudos sobre a emigração portuguesa.

"Faltam estudos qualitativos que vão além das estatísticas sobre os portugueses no Luxemburgo, mas começa a ser feita cada vez mais investigação nesta área no domínio da História e das Ciências Sociais, e tivemos já uma tese de doutoramento e uma tese de mestrado sobre este tema", disse Elisabeth Boesen.

Para a investigadora Yvette Santos, da Universidade Nova de Lisboa, convidada para moderar o debate durante a apresentação dos trabalhos no Centro de Documentação das Migrações Humanas, em Dudelange, a iniciativa de dedicar um seminário ao estudo da imigração portuguesa no Luxemburgo abre novas perspectivas.

"Geralmente os estudos sobre a imigração portuguesa são feitos por luso-descendentes, e foi um desafio interessante ter uma perspectiva nova. O mais interessante foi o que eles próprios aprenderam sobre esta realidade, olhando-a de maneira diferente, mudando a imagem que pudessem ter", disse Yvette Santos, autora de uma tese de doutoramento sobre a política de emigração no Estado Novo.

Entre os nove alunos que apresentaram trabalhos sobre a emigração portuguesa, só um é português. Patrick Coelho, licenciado em História pela Universidade do Luxemburgo, conduziu um inquérito junto de imigrantes e proprietários de restaurantes sobre a importância da gastronomia para a identidade e a cultura portuguesa, e é um dos dois alunos que vão desenvolver o projecto na tese de mestrado.

"Apesar de a comunidade portuguesa ter chegado ao Luxemburgo há várias décadas, ainda há muito a fazer na história da imigração", afirmou Patrick Coelho, filho de portugueses que imigraram para o Luxemburgo na década de 1970.

 

Ver Luxemburger Wort, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios
ceg Logo IS logo_SOCIUS Logo_MNE Logo_Comunidades