FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2014
Emigrante português terá matado a ex-mulher e o novo marido. E depois suicidou-se
2014-11-03
Os 'media' locais falam num banho de sangue ocorrido esta manhã na aldeia de Wildersweil, perto de Berna, nos Alpes suíços. Dois filhos menores terão escapado. Testemunhas indicam que os três mortos são de nacionalidade portuguesa.

Os corpos ensanguentados de dois homens e uma mulher foram encontrados esta manhã pela polícia na aldeia de Wildersweil, perto de Berna, em plenos Alpes suíços, ao que tudo indica em sequência de um crime passional ocorrido entre emigrantes portugueses.

Ainda não há confirmação oficial das nacionalidades, mas várias testemunhas indicaram a jornais locais que as três vítimas são portuguesas e que terão entre os 40 e os 50 anos.

Um homem terá morto a ex-mulher, de quem estaria separado há alguns anos, e o seu novo marido e depois suicidou-se, segundo indicou ao "Tagesanzeiger" uma pessoa que conhecia as três vítimas.

O novo casal contraira matrimónio há dois meses. O ex-marido terá ainda tentado matar os seus três filhos, que têm entre 7 e 18 anos.

O tiroteio ocorreu entre as 7h e as 7h30 locais (menos uma hora em Lisboa), próximo de uma escola e de uma estação de comboios, segundo o "Berner Zeitung". As autoridades estabeleceram um perímetro de segurança, até para evitar que os alunos de uma escola existente nas imediações se aproximassem do local.

Testemunhas referiram ao "The Local" que um dos corpos foi encontrado dentro de um carro parado num estacionamento e os outros dois caídos no chão, ali próximo. Mas uma outra versão, referida pelo jornal "24 Heures", dá conta de que o agressor tocou à campainha do apartamento do casal e quando a mulher abriu a porta abateu-a de imediato com um tiro na cabeça. Em seguida o agressor matou o marido da antiga companheira e terá tentado também abater os filhos, que se refugiaram num outro quarto da casa.

 

Ver expresso, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios