FR
Início / Recursos / Investigação / Projectos / Projectos promovidos por outras entidades / Migrações entre Brasil e Portugal: Fluxos e Contra Fluxos Populacionais no Século XXI
Migrações entre Brasil e Portugal: fluxos e contra fluxos populacionais no século XXI
2014-10-15

Título:  Migrações entre Brasil e Portugal: fluxos e contra fluxos populacionais no século XXI.

Investigadores: Aline Lima Santos.

 Áreas científicas: geografia.

Centro/Rede de investigação: Laboratório de Geografia Política e Planejamento Territorial e Ambiental (ABOPLAN - DG/FFLCH/USP).

Duração: 2011 - 2015 (fim previsto). 

Entidade/instrumento de financiamento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Observações: historicamente Brasil e Portugal configuraram um sistema migratório no qual o segundo se comportou predominantemente como emissor de pessoas, enquanto o primeiro como receptor. A dinâmica desse sistema sofreu mudança significativa a partir dos anos 1980 até o fim dos anos 2000, fase em que os deslocamentos de brasileiros para o território luso foram majoritários. Desde meados da primeira década do século XXI assiste-se a uma reconfiguração destes fluxos populacionais, esboçando-se uma inversão de sentido dos movimentos. Deste modo, tem havido recentemente, por um lado, o aumento do retorno de brasileiros de Portugal para o Brasil bem como da emigração de portugueses. Por outro lado, os fluxos de brasileiros para Portugal apresentam diminuição. Compreender esta nova realidade, considerando continuidades, rupturas e especificidades do presente, faz-se mister e é a tarefa a que se pretende colaborar. Toma-se como premissa que os movimentos internacionais de pessoas seguem linhas de forças geopolíticas, afirmando-as ou desafiando-as. Interessa verificar de que modo os imigrantes brasileiros em Portugal e portugueses no Brasil sustentaram no passado e nos dias atuais as relações entre estes países. Da mesma forma observa-se e analisa-se em especial quais as consequências das transformações recentes para as pessoas portuguesas no Brasil e brasileiras em Portugal cujas trajetórias migratórias foram realizadas a partir de 2000. Examinar de que maneira os migrantes se inserem no país de acolhimento, considerando sua distribuição, o uso que fazem do território e os seus impactos constituem o desafio proposto.     

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios