FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2014
Remessas de emigrantes portugueses no Brasil crescem 51,5% este ano
2014-09-22
O Banco de Portugal contabilizou até julho 14,5 milhões de euros em remessas de emigrantes no Brasil, com um crescimento de 51,5% face a 2013. Os cidadãos lusos residentes no Brasil têm enviado mensalmente mais de 2 milhões de euros para Portugal.

As remessas de emigrantes lusos no Brasil para Portugal ascenderam, até julho deste ano, a 14,5 milhões de euros, um valor que, de acordo com os números do Banco de Portugal, corresponde a um crescimento de 51,5% comparativamente com os primeiros sete meses do ano passado.

Este crescimento poderá tornar 2014 num dos melhores anos de sempre no que respeita ao envio de dinheiro dos emigrantes portugueses no Brasil para o seu país de origem. Em 2013 o ano fechou com um total de 16,5 milhões de euros em remessas oriundas do Brasil, acima dos 10,7 milhões de euros de 2012 e dos 8,7 milhões de 2011, segundo o Banco de Portugal.

Julho foi o quinto mês consecutivo com mais de 2 milhões de euros de remessas de emigrantes portugueses no Brasil, alcançando um montante de 2,53 milhões de euros, que foi 40% superior ao de julho do ano passado.

No ano passado, de acordo com o Banco de Portugal, em nenhum mês as remessas de portugueses radicados no Brasil atingiram a marca dos 2 milhões de euros.

O Brasil é actualmente o terceiro país não europeu com maior peso nas remessas dos emigrantes portugueses, atrás dos Estados Unidos da América (19,5 milhões de euros enviados em julho) e do Canadá (8,3 milhões de euros de remessas nesse mês).

A lista das maiores origens de remessas de emigrantes para Portugal era liderada em julho pela Suíça (119,1 milhões de euros), seguida de França (90,6 milhões de euros) e Alemanha (19,8 milhões de euros). Estados Unidos, Espanha e Reino Unido são outros mercados relevantes no envio de dinheiro para Portugal.

Globalmente, as remessas de emigrantes portugueses para Portugal em julho somaram 351,5 milhões de euros. O valor é 6% inferior ao registado em igual mês do ano passado, de acordo com o Banco de Portugal.

Em 2013 Portugal fechou o ano com um volume total de remessas de emigrantes acima de 3 mil milhões de euros, depois de em 2012 ter alcançado os 2,75 mil milhões de euros e de em 2011 ter registado remessas totais de 2,43 mil milhões.

França e Suíça, onde estão algumas das maiores comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, vêm liderando a lista das origens de remessas de emigrantes do Banco de Portugal, seguidas, a maior distância, de países como Alemanha, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos da América.

O Brasil é o 9º maior emissor de remessas de emigrantes portugueses, atrás do Canadá e à frente da Venezuela.

 

Ver Portugal Digital, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios