FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2014
Mais de metade dos emigrantes portugueses têm menos de 30 anos
2014-07-25
No ano passado, 128 mil portugueses emigraram, dos quais mais de 53 mil por mais de um ano. O Reino Unido é o novo destino de eleição.

Mais de metade dos portugueses que saíram de Portugal em 2013 tinham menos de 30 anos. Os dados do primeiro relatório do governo sobre emigração, a que o teve acesso, mostram que no ano passado o número de emigrantes permanentes - que saíram por um período superior a um ano - ultrapassou a fasquia dos 53 mil (53 796), sendo a maioria jovens.

Desde 2010, mostra o relatório, os números da emigração não têm parado de crescer. Se em 2003 saíram do país 27008 portugueses de forma definitiva, dez anos depois o número de saídas anuais duplicou para 53 796.

Analisando as estatísticas por idades, conclui-se que 13,8% (7221) do total de portugueses que abandonaram definitivamente o país tinham menos de 19 anos (7221) e 41,5% (21 585) entre 20 e 29. No total, saíram do país 28 806 portugueses com menos de 30 anos, o que corresponde a 55,3% do total de emigrantes permanentes.

DOIS MIL IDOSOS EMIGRAM A estes números somam-se os da emigração temporária. Em 2013, 74 322 portugueses deixaram Portugal por um período superior a três meses, mas inferior a um ano. Juntando os emigrantes permanentes e os temporários, conclui-se que mais de 128 mil optaram abandonar Portugal em apenas um ano.

Na emigração temporária, ao contrário da permanente, prevalecem as faixas etárias mais elevadas: só 10,8% dos temporários em 2013 tinham até 19 anos, 29,6% entre 20 e 29 anos, 31,9% entre 30 e 44 anos e 21,3% entre 45 e 59 anos.

E nem os idosos escapam ao fenómeno da emigração. No ano passado, 1833 portugueses com mais de 75 anos deixaram Portugal por um período superior a três meses, mas inferior a um ano. A estes juntam-se outros 57, que saíram definitivamente. No total, e só em 2013, emigraram 1890 idosos.

DESTINOS No primeiro relatório oficial sobre emigração, elaborado pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, o governo admite que Portugal é o país da União Europeia com maior emigração e estima que haja 2,3 milhões de portugueses espalhados pelo mundo - cinco milhões, contando com os luso-descendentes. Portugal é um país com tradição de emigração, mas nos últimos anos, segundo o governo, verifica-se uma mudança nos destinos escolhidos.

No ano passado, o Reino Unido foi o país que recebeu mais portugueses (30121), seguido da Alemanha (11401). O caso do Reino Unido merece destaque no relatório: a emigração para este país cresceu 47% e, num espaço de 11 anos, o número de entradas portugueses quase triplicou, passando de 7910 em 2002 para os mais de 30 mil no ano passado. Assim, refere o governo, o Reino Unido é actualmente não só o principal destino da emigração portuguesa, mas também "o mais importante pólo de atracção dos emigrantes portugueses qualificados".

 

Ver JornalI, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios