FR
Início / Recursos / Investigação / Projectos / Projectos promovidos por outras entidades / Geografia dos afectos - diáspora portuguesa e redes transnacionais
Geografia dos afectos – diáspora portuguesa e redes transnacionais
2014-04-21

Título: Geografia dos afectos – diáspora portuguesa e redes transnacionais

Investigadores: Sandra Silva (Doutoranda).

Áreas científicas: migrações, geografia humana, sociologia.

Centro/Rede de investigação:  Centro de Estudos Geográficos, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, Universidade de Lisboa.

Duração: em curso

Entidade/instrumento de financiamento: Fundação para a Ciência e Tecnologia, através de uma Bolsa de Doutoramento (SFRH/BD/81796/2011) e pela Direção Regional das Comunidades dos Açores, através de um subsídio único.

Observações: estudos empíricos realizados até à data sobre o transnacionalismo dos migrantes e de diferentes grupos, não são claros quanto ao envolvimento transnacional das "segundas e terceiras gerações": alguns afirmam que esse envolvimento é inexistente ou irrelevante; outros dizem que é muito real e importante para a sua integração e identidade social; outros ainda sublinham as profundas implicações económicas, sociais e políticas, tanto para as nações de origem étnica como de residência. Por outro lado, a investigação sugere que as relações familiares e de amizade são um recurso social valioso para o (re)afirmar das noções de pertença cultural, étnica e familiar, bem como para comportamentos transnacionais.

Estes são os argumentos que suportam o projeto de investigação académica sobre redes sociais e transnacionalismo dos descendentes de emigrantes portugueses. A investigação compara dois territórios: Canadá (Toronto) e França (Paris); e centra-se na análise das redes sociais destes jovens, explorando o papel da diáspora portuguesa e dos contextos sociais, regionais e políticos em que vivem, para a sua composição e trasnacionalidade. Poderá encontrar mais detalhes sobre o estudo no seguinte link

A orientação do projeto é realizada pela Professora Maria Lucinda Fonseca, Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT-UL).

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios