FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2013
Dia de Portugal em Newark reune mais de 150 mil pessoas
2013-06-10

A Ferry Street, em Newark, Estados Unidos, acolheu hoje a parada do Dia de Portugal, encerrando um fim-de-semana de festejos que reuniu entre 150 e 250 mil pessoas, segundo estimativas da polícia.

Segundo a organização, 64 instituições participaram na parada, envolvendo mais de mil pessoas.

"É sempre uma altura feliz do ano, em que temos oportunidade de nos reunir com amigos e celebrar as nossas raízes", explicou à agência Lusa o presidente da União de Clubes Luso Americanos de New Jersey, Fernando Grilo, que organiza o festival há quatros anos.

"Há pessoas de várias cidades e de vários estados, mas encontramo-nos todos aqui nesta altura do ano. É um ponto de encontro da comunidade portuguesa", diz.

A rua estava enfeitada de verde, amarelo e vermelho, com cerca de 50 bancas e tascas de rua, onde se podia comprar desde sardinhas, a bifanas e camisolas da seleção nacional.

À noite, houve atuação de ranchos folclóricos, apresentação de concertinas, do Grupo de Cordas da Tuna Universitária de Coimbra e de Nel Monteiro.

O vice-presidente e coordenador permanente da Comissão Política Nacional do PSD, Jorge Moreira da Silva, participou nas celebrações em representação do partido, ao lado do embaixador de Portugal, Nuno Brito, e do legislador do estado de New Jersey, Albert Coutinho.

Moreira da Silva disse à agência Lusa que a sua presença pretendeu "primeiro, reconhecer o papel que as comunidades têm tido na divulgação da história e da imagem de Portugal; em segundo lugar, sensibilizar os portugueses espalhados pelo mundo para os desafios que Portugal e, em terceiro lugar, mobiliza-los para uma tarefa de auxilio nas exportações e captação de investimento".

O responsável defendeu que "não se pode esperar que uma crise desta dimensão se possa superar sem o envolvimento de milhões de portugueses que vivem fora de Portugal."

Referindo que "Portugal para crescer precisa de exportar e de atrair investimento", Moreira da Silva acrescentou que "os portugueses e luso-descendentes estão em boa situação para identificar novos destinos para as nossas exportações e novas fontes de investimento".

Diário de Notícias do Funchal, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios