FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2013
Portugueses com necessidades extremas na Venezuela
2013-05-04
Academia do Bacalhau dos Altos Mirandinos dá apoio

A recém-criada associação da comunidade portuguesa na Venezuela "Academia do Bacalhau dos Altos Mirandinos" identificou casos de portugueses com "necessidades extremas" que necessitam do apoio da comunidade, disse à Agência Lusa um dos seus fundadores.

"Estamos a ter conhecimento de necessidades extremas na nossa comunidade. Nesta zona há muita pobreza (entre portugueses), necessidades e vamos contribuir com um pequeno grão de areia para essa gente que precisa", disse Pedro Gonçalves.

A região dos Altos Mirandinos, a sul de Caracas, é a zona povoada mais alta e montanhosa do Estado de Miranda, onde reside uma importante comunidade portuguesa que vive da agricultura e floricultura.

Segundo Pedro Gonçalves naquela região "a comunidade luso-venezuelana ronda as 40 mil pessoas", composta por empresários de sucesso mas também por "portugueses que não têm recursos económicos para pagar uma operação, nem para comprar medicamentos".

Explicou que a identificação desses casos de portugueses a viver com necessidades extremas foi uma das razões que levaram à criação da "Academia do Bacalhau dos Altos Mirandinos".

"Já realizamos cinco tertúlias e entre todos os compadres que participaram nelas recolhemos quase 200 mil bolívares (24.500 euros) para apoio social", disse Pedro Gonçalves, manifestando satisfação por a associação ter já 250 membros "comprometidos com a solidariedade".

Diário de Notícias da Madeira, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios