FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2013
Cônsul diz que comunidade portuguesa está mobilizada
2013-04-12
A comunidade portuguesa na Venezuela está mobilizada para as eleições presidenciais antecipadas de domingo, o que constitui uma prova da sua integração na sociedade venezuelana, disse à Lusa o cônsul-geral de Portugal em Caracas.

por Agência Lusa, publicado por Susana Salvador

"A comunidade portuguesa está muito mobilizada, com posições muito bem definidas, muito convencida de que esta eleição é importante para o país e portanto vejo-a com muito desejo de participar, de resto como sempre aprecio no resto da sociedade venezuelana também", disse Paulo Santos.

Em declarações à Agência Lusa o diplomata explicou que "este envolvimento dos portugueses na política nacional venezuelana é mais uma prova da grande integração que têm aqui".

"Vivem os grandes momentos e as grandes opções do país, da Venezuela, como seus, porque é assim que eles sentem este país. Parece-me que isto é uma prova, talvez mais forte do que qualquer outra, de que realmente os portugueses aqui se sentem em casa e sentem que têm que participar nestes momentos também definidores", disse o cônsul-geral.

Paulo Santos disse que na comunidade portuguesa "nota-se fundamentalmente aquilo que se nota em toda a sociedade, uma concentração em torno de dois candidatos, que as pessoas entendem como aqueles que têm mais hipóteses", adiantando que será normal que os membros da comunidade "venham a sentir emoções fortes" no dia em que forem divulgados os resultados, "mas isso é normal, faz parte da vida democrática".

Questionado sobre se algum português lhe teria manifestado a intenção de abandonar o país caso o candidato da sua preferência não ganhasse as eleições, manifestou ter sido um assunto que nunca lhe foi colocado.

"Não creio que seja por uma eleição não sair ao encontro daquilo que podia ser as expectativas que viessem a tomar decisões de fundo, relacionadas com aquilo que no fundo é apenas uma eleição, entre tantas outras que têm havido aqui nos últimos anos", concluiu.

Na Venezuela estão radicados oficialmente quase 400 mil portugueses um número que está aquém dos 1,5 milhões de cidadãos de origem portuguesa que a própria comunidade diz existirem, ao incluir também os luso-descendentes que têm apenas nacionalidade venezuelana.

Diário de Notícias, aqui.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios