FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2013
Nova vaga da emigração para a Alemanha
2013-03-21
A emigração portuguesa para a Alemanha está novamente em expansão. Muita coisa mudou, sobretudo o perfil de quem emigra. VEJA AS FOTOS e confira os dados

Francisco Galope (texto) e Luís Barra (fotos) (reportagem publicada na VISÃO 1046 de 21 de março)

Nos primeiros nove meses do ano passado radicaram-se na Alemanha 9 914 portugueses. Os números de 2012 deverão ter atingido o dobro dos 5 001 verificados em 2006.

De acordo com o Statistisches Bundesamt, o organismo estatístico federal, em 2011, vivia ali um total de 115 530 cidadãos de Portugal (53 166 mulheres e 63 364 homens). Desses, um em cada três já lá se encontrava há mais de 30 anos e um em cada cinco já lá tinha nascido.

O tempo médio de permanência do emigrante português naquele país é de 22 anos e oito meses. E, apesar de uma idade média um nadinha superior a 41 anos, 12 696 titulares de um cartão de cidadão da República Portuguesa têm menos de 18 anos. Destes, três em cada quatro nasceram na Alemanha.

Embora as naturalizações tenham aumentado 45,2% em 2011, face ao ano anterior, os números são baixos. Além disso, praticamente todos optam por ficar com as duas nacionalidades - dos 376 naturalizados em 2011, apenas um não manteve a portuguesa.

Descubra as diferenças: O que distingue, em traços gerais, os "velhos" dos "novos" emigrantes

Vaga dos anos 60 e 70

  • Pouco qualificados
  • Integração mais difícil
  • Executantes
  • Mal necessário para os alemães
  • Regresso como objetivo possível
  • Quando chegaram só falavam português

Vaga atual

  • Qualificações elevadas
  • Europeizados, facil integração
  • Criadores
  • Bem-vindos
  • Projeto de vida, procura de carreira internacional
  • Fala mais que uma língua

Visão, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios