FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2012
Emigrantes portugueses passam fome no Luxemburgo
2012-12-16
Governo devia dar orientação clara para portugueses não emigrarem para o Luxemburgo, defende deputado do PS

O deputado do Partido Socialista (PS) eleito pelo círculo da Europa, Paulo Pisco, considerou hoje que o Governo devia dar aos portugueses "uma orientação clara" para não emigrarem para o Luxemburgo, onde há "muitos portugueses a passar muito mal".

Em declarações à agência Lusa depois de uma visita ao país, e de alguns contactos com a comunidade portuguesa e com autoridades locais, Paulo Pisco defendeu que era "importante" que "da parte do Governo português houvesse uma orientação clara para que não houvesse emigração para o Luxemburgo".

De acordo com o deputado, esse é também "o desejo das autoridades luxemburguesas", uma vez que o país "já não consegue ter capacidade para gerir o afluxo de portugueses".

"Há muitos portugueses que chegam aqui e estão a passar muito mal", acrescentou, lembrando que os emigrantes portugueses no Luxemburgo estão a ser muito afitados pelo desemprego.

A Maior Tv sabe que dezenas de emigrantes portugueses estão a passar fome, não têm um tecto e socorrem-se das estações de comboios para ali pernoitarem.

Maior Tv, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios