FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Mário Mesquita realça papel dos emigrantes nas relações entre os Estados Unidos e Portugal
2012-11-14

"Os Açores e as comunidades portuguesas na América constituem dois pólos essenciais nas relações entre Portugal e os Estados Unidos. São estes factores que marcam a diferença entre o nosso país e outros membros da União Europeia", afirmou Mário Mesquita, administrador da Fundação Luso-Americana (FLAD), na qualidade de convidado de honra da celebração do 21º aniversário da Casa dos Açores da Nova Inglaterra.  

A sessão realizou-se em Fall River, com a presença de Nélia Alves, presidente da Casa dos Açores da Nova Inglaterra.

Esta associação de açorianos tem vindo a por em pratica novas atividades, nomeadamente cursos de artesanato dos Açores com formadores oriundos da própria Região.

Nélia Alves sublinhou ainda a circunstância de, pela primeira vez na sua história, a direcção da Casa dos Açores ser composta maioritariamente por mulheres.  

A emigração portuguesa, na sua maioria composta por açorianos, representa uma percentagem assinalável da população desta área dos Estados Unidos, e possui uma origem histórica que remonta ao século XIX e à caça da baleia no Atlântico Norte.

No Estado de Massachusetts residem 280 mil portugueses (4,4 por cento da população do Estado) e em Rhode Island vivem 92 mil portugueses (10 por cento da população do Estado).

Multimédia, RTP/Açores, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios