FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Sonho americano atraiu mais de 800 portugueses no ano passado
2012-11-06
O número de emigrantes para os EUA aumentou 8,7% em 2011, mas este mercado está longe de ser o destino atraente que foi nos anos 70.

Pedro Duarte

Com Portugal afectado por uma crise que já levou a taxa de desemprego a atingir os 15,9%, o número de portugueses que tentam escapar à má situação económica, procurando trabalho no estrangeiro, está a atingir números recorde. Só no ano passado saíram do país mais de 100 mil pessoas. E entre os destinos preferidos estão os EUA.

Segundo os dados oficiais do Departamento de Estado norte-americano, 821 cidadãos nacionais obtiveram vistos de residência permanente no país em 2011, um aumento de 8,7% face ao ano anterior. Apesar desta subida, porém, os valores registados nos EUA estão muito longe da média anual de 2.549 vistos emitidos nos anos 90, para não falar do recorde de mais de dez mil vistos por ano registado durante a década de 70.

"A imigração de portugueses para os EUA registou uma forte subida nos anos 60 e 70, mas tem vindo a recuar consistentemente desde então. Só começou a aumentar ligeiramente por volta de 2008, mas não a ponto de chegar sequer aos valores de 2005 ou 2006", notam as autoridades norte-americanas. Em contraste, o Brasil recebeu cerca de metade da emigração lusitana do ano passado.

Económico, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios