FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Reduzir a rede da Lusa põe em causa o nosso trabalho, diz Lusojornal
2012-10-18
Os trabalhadores da Agência Lusa cumprem hoje o primeiro de quatro dias de greve contra o corte de 30% no orçamento da Agência imposto pelo Governo. A paralisação dos trabalhadores da agência noticiosa portuguesa é também fortemente sentida nos países onde existem comunidades lusófonas, como é o caso de França. O redator-chefe do Lusojornal testemunha a grande importância que o serviço prestado pela Lusa tem para a "Portugalidade".

Os efeitos da greve na Agência Lusa não se sentem apenas em Portugal. Os órgãos de comunicação que servem as comunidades portuguesas no estrangeiro ficam, com esta greve, sem o principal meio de transmissão da atualidade portuguesa.

O redactor-chefe do Lusojornal, o jornal mais lido pela comunidade portuguesa em França, explica a importância das informações da agência noticiosa portuguesa no trabalho dos orgãos de comunicação social que trabalham para as comunidades. Diz Carlos Pereira que as notícias da Lusa são essenciais para o trabalho destes meios.

"Reduzir a rede da Agência Lusa vai pôr em causa a qualidade do nosso trabalho", resume o redator-chefe do Lusojornal.

RTP, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios