FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Emigração Portuguesa para o Brasil
2012-09-28

Brasília - Os altos índices de desemprego e as medidas impostas pela austeridade em Portugal, exigidas pela Troika (FMI, BCE, CE) juntamente com o pacote de resgate, têm contribuído para o aumento de impostos, redução de salários e corte nos benefícios.

Estes factores têm igualmente e ajudado ao aumento da emigração de portugueses, que procuram novas oportunidades além fronteiras.

Um dos destinos preferenciais é o Brasil, devido à expansão económica face à retracção da mesma na Europa, e também pelo facto de se falar a mesma língua, o que facilita o processo de adaptação.

Porém, antes de embarcarem, os emigrantes devem ter certeza das reais oportunidades existentes no país. Já se verificam muitas desistências de permanência, e muitos retornos.

Recentemente, e como forma de contornar toda a burocracia da legalização, alguns emigrantes têm recorrido aos casamentos por conveniência, que podem custar entre R$ 6.000 a R$ 40.000, e têm uma validade de 2 anos.

Os anúncios de alegadas «noivas» a oferecerem casamentos com finalidade exclusiva de legalização surgem mesmo nas redes sociais.

A Polícia Federal pretende fiscalizar estes casamentos recentes entre cidadãos brasileiros e emigrantes, com rigor, considerando a anulação imediata e consequente expulsão do país.

(c) PNN Portuguese News Network, através do Jornal ST, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios